-----19/01/2018 - Naúmero Mestre 22
    19/01/2018  - Número Mestre 22   Número Natural do Dia - 19 Número Universal do Dia – 22:4 Número do Ponto Forte do Dia – 13:4 Número do Ponto Fraco do Dia – 3   O regente de hoje é o Número Mestre 22. É o primeiro deste ano, de uma série de trinta e seis portais, que constituirão excelentes oportunidades para colocar em marcha múltiplas e poderosas forças, que permitirão construir novos alicerces, novas bases, com vista à edificação do novo homem luminoso.   Evidentemente, cada um aproveitará e usará estas forças de acordo com a sua consciência, com a sua história pessoal, com o seu grau de abertura e mestria pessoais. Milhares de possibilidades estão diante de nós, por isso o mais importante é manter o foco consciencial - a nossa atenção, a nossa Presença - na direcção do nosso crescimento interno.   A redução de 22 é 4, e o 4 é o Número que estabelece as condições necessárias para criar uma plataforma estável, a partir da qual, é possível manter o foco. Poderemos construir um farol em cima dessa base, subir em espiral até ao seu topo e desse ponto contemplar o infinito, entrando em contacto com a maravilha da Criação. O foco é o ponto de partida para construir, criar e edificar qualquer estrutura complexa no nosso campo electro magnético. A partir daí tudo é possível.   Teremos de considerar aqui o Número Natural do Dia, o Número 19, que é o Senhor dos Ciclos Sempiternos, já que é constituído por 1 e 9, ou seja, o início e o fim.   Portanto, de alguma forma, tudo o que for iniciado hoje, estará sujeito a esta lei eterna e universal, o que nos leva desde logo a construir desapegadamente. Nada é nosso! Porém tudo está em nós, fica em nós, como uma marca d’água. Mas não é nosso!   A transformação que ocorre a partir do momento que decidimos aceitar que se cumpra em nós o Propósito Divino, é inexplicável. Cada um saberá o que sente ou sentirá desse momento em diante.   A agitação interna está hoje muito presente e intensa, porém esta condição não é necessariamente má, pelo contrário, ela alimenta e nutre partes de nós que estavam adormecidas, anestesiadas, congeladas. É tempo de despertar, com a consciência de que estivéssemos adormecidos.   Despertar, não significa aproveitar para fazer tudo o que nos apetece, ou para perder tempo com o que “devia” e “podia” ter sido feito.   É tempo de aceitar o que somos, mesmo que os filtros da persona, nos distorçam a visão e não gostemos de olhar para as mil e uma máscaras que nos revelam a ilusão, a decepção, a dor de não termos sido capazes…   Despertar é assumir responsabilidade por quem somos e pelo caminho que temos vindo a percorrer.   Que parem as lamúrias e as queixinhas, os mal-entendidos e as questiúnculas sem importância ou interesse, e que não acrescentam nada a ninguém e muito menos a nós próprios.   Sem esta condição, o 22 não tem espaço para se estabelecer e para lançar a sua semente, pois o terreno estará demasiado árido ou demasiado encharcado, consoante os casos.   Sem espaço para edificar o novo, o 22 desloca-se, deixando o 4, no seu lugar, para que possamos continuar a repetir as lições por ele exortadas, até que a aprendizagem esteja completa e então possamos passar para o nível seguinte - a frequência 22!   Eth' Nah' A Caminhante das Estrelas